Home / DA HORA / Videoclipe de Aíla concorre a prêmio nacional

Videoclipe de Aíla concorre a prêmio nacional

“Lesbigay” disputa com “Sua Cara” de Anitta, Pablo Vittar e Major Lazer

Uma das cenas do videoclipe. Foto: Reprodução/instagram

“Lesbigay”, último trabalho lançado pela cantora paraense Aíla é um dos cinco finalistas na categoria videoclipe, do primeiro prêmio “Womens Music Event”, a ocorrer no dia 28 de novembro.  A premiação inédita objetiva dá visibilidade a produções musicais de cantoras e compositoras brasileiras.

Aíla concorre o troféu ao lado de artistas com renome internacional com grandes produções, como “Na pele” de Elza Soares e Pitty, “Cheguei” de Ludmila, “Lalá” de Karol Conka, e “Sua cara”, de Anitta, Pablo Vittar e Major Lazer. Este último videoclipe foi uma dos mais assistidos este ano no Brasil. Até o fechamento desta matéria o número de acesso no Youtube superava os 250 milhões de visualizações.

Aíla Magalhães, 29, paraense de Belém, capital do Pará, é cantora e compositora. Ganhou destaque nacional após sua aparição em grandes jornais do Brasil, como Folha de São Paulo e O Globo, em 2012, quando lançou o seu primeiro CD Trelêlê, com produção do também paraense Felipe Cordeiro.  De lá para cá vem ganhado espaço em festivais de música e em canais musicais de todo o Brasil.

Seu mais recente trabalho foi o disco “Em Cada Verso um Contra-Ataque” lançado pela Natura Musical. Em que coloca em destaque temas contemporâneo, como o feminismo, as questões de gênero, assédio, intolerância e resistência.  O single “Lesbigay” faz parte da trilha do disco. E pode ser conferido clicando aqui.

Como votar?

Para votar é muito fácil, clique aqui, e busque por “Lesbigay”. No site além de depositar o voto, é possível assistir o videoclipe.

Assista na integra o videoclipe “Lesbigay”

 

Autor admin

Além disso, verifique

Ozivan Perdigão Santos lança livro sobre a realidade da pessoa surda no Brasil

A obra é inspirada  na trajetória de vida de um professor surdo e suas experiências …

Deixe uma resposta