Home / DA HORA / Morre jornalista paraense Uliana Motta, limitante contra a gordofobia

Morre jornalista paraense Uliana Motta, limitante contra a gordofobia

Foto: Divulgação

Morreu nesta terça-feira, dia 12, a jornalista paraense Uliana Motta, que estava internada em um hospital particular de Belém tratando a Covid-19. Ela era asmática e estava com 50% do pulmão comprometido com o vírus.

Motta se foi aos 34 anos de idade, deixando uma filha de 12. Ela atuava como assessora de comunicação, a maioria voltada a eventos e ações de empoderamento da pessoa gorda. Idealizou um bloco de carnaval chamado “Mana Gorda”, no qual reunia mulheres para falar de aceitação e contra o bullyng. Também atuou em concursos de beleza e moda plus Size.

Campanha para pagar o hospital

Uliana estava internada desde o dia 29 de abril em uma rede particular da capital paraense, mas com plano de saúde com carência. Agora, a família enfrenta dificuldades para pagar o hospital, principalmente por que a jornalista precisou se internar na UTI.

Uma campanha foi lançada na internet para angariar fundos para o pagamento das despesas hospitalares. Quem puder ajudar com qualquer valor em dinheiro deve ser depositado nas seguintes contas:

O banco – Caixa

Nome – Uliana Motta Neves

CPF: 86970437272

Agência – 1314

Operação – 013 (Poupança)

Conta – 3645-7

Nome: Ilma Motta Neves

CPF: 379958982-15

Agência: 1882

Operação: 013

Conta: 00108286-9

Autor admin

Avatar

Além disso, verifique

Cinco políticos que nasceram no Pará, mas governam em outros estados

Relacionado

Deixe uma resposta