Home / DA HORA / Entre o octógono e o teatro

Entre o octógono e o teatro

Zezão Trator coleciona mais de 30 vitórias no MMA e dá vida ao personagem “Domingos Onça”, na peça “Os cabanos”.

20100802080859_IMG_57022
Foto: divulgação

Nascido no interior do Maranhão, ainda criança, José Ribamar, cujo nome adotado “Zezão Trator”, brincava com objetos peculiares a um garoto de 8 anos. No lugar dos carrinhos e da bola de futebol: o berimbau, das rodas de capoeira. Era o início de um futuro promissor no esporte, que sempre sonhou: O MMA.  

20130123072810_IMG_8617
Foto: divulgação

Foi em Teresina, no Estado do Piauí, que ele deu largada ao sonho. Além de treinar a capoeira, estudar, ainda reservava parte do tempo para assistir as lutas de vale tudo, onde ganhou influência de grandes lutadores da modalidade, entre outros, dos paraenses Michel Trator, Iuri e Ildemar Marajó, conhecidos como Irmãos Marajó: “tive o apoio de muitas pessoas, duas delas, foram os mestres Albino e o Russo. Lá eu treinava e estudava, mas o profissional não tinha no Estado. O mais próximo era a cidade de Belém do Pará, por ser considerada a segunda capital do MMA”.

Em Belém ganhou notoriedade no Esporte, e hoje se orgulha do seu cherdoge (documento original do lutador):  38 vitórias, 13 derrotas, 1 um empate, 5 cinturões, além de inúmeros títulos no jiu jitsu, muay thai e na capoeira: “o MMA mudou a minha vida, hoje eu conheço 12 países, tenho o reconhecimento e o respeito das pessoas. Quando chego na cidade que nasci sou tratado com um super star. Minha família tem muito orgulho de mim”.

NO TEATRO

IMG-20160305-WA0021
Zezão e o elenco da peça “Os cabanos”. Foto: divulgação

 

IMG-20160305-WA0016
No papel de Domingos Onça. Foto: divulgação

 

O teatro também veio através do MMA. Foi em uma oficina de oratória e expressão corporal para perder a vergonha e se expressar melhor nas entrevistas, após às lutas, que ele pegou gostou pela 2ª arte, e hoje tem a responsabilidade em dá  vida a Domingos Onça, personagem da peça “Os cabanos”, do diretor Fernando Mattos, que retrata a história da revolução da cabanagem, um dos maiores conflitos já ocorrido na história do Brasil: “Tive uma alegria enorme, jamais imaginei que um dia estaria em cima de um palco e interpretando o Domingo Onças, um personagem marcante na historia da cabanagem. Eu fico cada vez mais feliz por fazer parte desse espetáculo e  do grupo encenação. É uma experiência  grandiosa na minha vida e na minha carreira”.

 

 

 

Autor admin

Além disso, verifique

Leandro Andriani se une a Solange Almeida, ex- Aviões do Forró

Relacionado

Deixe uma resposta