Home / DA HORA / Deuza Magalhães lança o videoclipe da música de Salto Alto

Deuza Magalhães lança o videoclipe da música de Salto Alto

Conheça a trajetória da maranhense de Rosário

Deuza Magalhães. Foto: Divulgação

Quem freqüenta às noites de Belém, com certeza, deve ter ouvido uma voz peculiar e cheia de atitude. Deuza Magalhães, maranhense de Rosário, paraense de coração, canta as dores e os louvores das mulheres, sempre com mensagem de empoderamento.

Negona, como gosta de ser chamada, se tornou uma das grandes vozes do forró paraense. Mas nem sempre foi assim. Deuzelir Conceição Bezerra, seu nome de batismo, começou cantando em coral de igreja na pequena cidade maranhense há 75 km da capital São Luis. Logo cedo, chamada atenção pela voz forte e potente. Mas o despertar pela música só veio aos 17 anos, quando venceu um concurso de calouro em uma rede de televisão local.

A participação no programa lhe rendeu grandes oportunidades profissionais, uma delas, a participação na banda maranhense Girassol, onde permaneceu pouco tempo, devido mudança para Belém.

Do Brega ao Forró

O começo no Pará também não foi fácil, mas como todo o nordestino, cheio de garra, ela não se abateu, e embarcou no brega, ritmo tradicional no estado. E foi cantando na banda Brega Ritmo Sensual que conheceu o Pará adentro.

Em 2003, Magalhães, decide investir na área empresarial musical, e criou a sua própria banda, intitulada Dosagem do Forró, onde gravou o primeiro CD promocional, com a música “Jogo Complicado”. Mas as dificuldades financeiras impossibilitaram o prosseguimento do grupo que anos depois, encerrou as atividades e retornou somente em 2011, quando Deuza decide pela gravação do CD “Na Voltinha” e “Aceita ou supera”, o segundo trabalho com a banda reformulada e atendendo pelo nome de “Égua da Moleca”.

Ainda dentro do forró paraense, Deuza Magalhães, fez passagem pelas bandas Garota Rodada e Forró do Bacana.

Videoclipe “Salto Alto”

Deuza adentrou 2018 com novidades. A cantora lançou o videoclipe “Salto Alto”, gravado em Fortaleza, no Ceará. A música é uma regravação da banda Ravelly, eternizada na voz de Vanda Alves.  Ao nosso site, a cantora confessou que a letra da música lhe chamou a atenção: “o trecho que mais me chamou atenção foi a parte que diz ‘chorei, mas tem uma luz que me ilumina, então dei a volta por cima de bem com a vida que o tempo não vai parar”.

Confira:

Autor admin

Além disso, verifique

Dona Onete será enredo da escola de samba Piratas da Batucada

“Chameguei Onete” é de autoria Jamil Mousinho Relacionado

Deixe uma resposta